Atendimento em ginecologia e mastologia
Atendimento em ginecologia e mastologia
Para as auxiliares de administração escolar e dependentes
Atendimento médico e odontológico para a categoria
Atendimento médico e odontológico para a categoria
São várias especialidades médicas como clínica médica, pediatria, cardiologia e nutrição Acesse a notícia acima e saiba mais
Campanha Salarial 2019/2021
Campanha Salarial 2019/2021
Participe das assembleias com sugestões e ajude a construir a pauta de reivindicações da categoria
Escola é condenada a pagar horas extras
Escola é condenada a pagar horas extras
Izabela Hendrix exigiu dos trabalhadores a compensação das horas concedidas como recesso
CNBB alerta eleitores
CNBB alerta eleitores
Entidade pede para católicos votarem em candidatos favoráveis à democracia e contra a violência
Outubro Rosa
Outubro Rosa
A campanha do Outubro Rosa colabora para que haja mais atenção à saúde da mulher
Homologação das Rescisões Contratuais
Homologação das Rescisões Contratuais
O SAAEMG orienta as empresas, contabilidades e trabalhadores que as rescisões contratuais devem ser homologadas no sindicato.
Contribuição assistencial e mensalidade sindical
Contribuição assistencial e mensalidade sindical
Atenção, estabelecimentos particulares de ensino para o informe do sindicato
Negociações Coletivas 2018 Idiomas
Negociações Coletivas 2018 Idiomas
Esclarecer algumas dúvidas sobre as negociações salariais

    Notícias

    17/09/2018
    Izabela Hendrix: Escola é condenada a pagar horas extras aos auxiliares de administração escolar

    O Sindicato dos Auxiliares de Administração Escolar de Minas Gerais (SAAEMG) ajuizou em face do Instituto Izabela Hendrix uma ação coletiva, autos n.º 0010199-38.2018.5.03.0165, tendo em vista que a escola, unidade Nova Lima, exigiu dos auxiliares a compensação das horas concedidas como recesso, referente aos dias 21 a 24 de junho de 2014, em função da copa de 2014. A sentença de 1º grau condenou a escola a pagar aos substituídos “a) as horas efetivamente trabalhadas para "compensar" o período de recesso havido entre 21 e 24 de junho de2014, com o respectivo adicional de 50%, mais reflexos sobre FGTS e aos dispensados sem justa causa são devidos reflexos na multa fundiária de 40%, conforme se apurar em liquidação de sentença.”. Decisão passível de recurso. Ressalte-se que houve uma ação idêntica em face da referida escola, contudo relacionada a unidade de Belo Horizonte, ação esta em que a escola também foi condenada a pagar as horas extras e os valores já foram disponibilizados aos substituídos.

    Leia também:

    Escola é condenada a pagar ao SAAEMG diferenças de contribuição sindical, contribuição assistencial e mensalidades

    Departamento Jurídico atende a categoria

    OIT: Anamatra denuncia pressão para que juízes acatem a reforma trabalhista

    Entenda os dez principais pontos que foram aprovados na “Reforma” Trabalhista

    SAAEMG participa do Dia Nacional de Mobilização contra as Reformas da Previdência e Trabalhista

    Cerco às mulheres: Reforma Trabalhista impõe perdas históricas à luta feminista e ao país

    Rua Hermilio Alves, 335
    Santa Tereza - Belo Horizonte - MG
    CEP 31.010-070
    (31) 3057-8200