Atendimento médico e odontológico para a categoria
Atendimento médico e odontológico para a categoria
São várias especialidades médicas como clínica médica, pediatria, cardiologia e nutrição Acesse a notícia acima e saiba mais
Não a Ricardo Rodríguez para o MEC
Não a Ricardo Rodríguez para o MEC
O manifesto é assinado pelos professores(as) e auxiliares de administração escolar
Fim do Ministério do Trabalho
Fim do Ministério do Trabalho
Essa decisão atende os patrões e enfraquece a classe trabalhadora
A importância de ser sindicalizado
A importância de ser sindicalizado
13º salário, férias...Essas e outras conquistas são frutos da organização dos trabalhadores e os seus sindicatos
Homologação das Rescisões Contratuais
Homologação das Rescisões Contratuais
O SAAEMG orienta as empresas, contabilidades e trabalhadores que as rescisões contratuais devem ser homologadas no sindicato.
Contribuição assistencial e mensalidade sindical
Contribuição assistencial e mensalidade sindical
Atenção, estabelecimentos particulares de ensino para o informe do sindicato
Aos funcionários das escolas de idiomas
Aos funcionários das escolas de idiomas
Leia abaixo o documento

    Notícias

    26/11/2018
    Manifesto da Contee contra a indicação de Ricardo Vélez Rodríguez para o MEC

    As professoras e professores e as técnicas e os administrativos reunidos no XX Conselho Sindical da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino — Contee, realizado, em Brasília, de 22 a 24 de novembro de 2018, manifestam seu repúdio à indicação de Ricardo Vélez Rodríguez para o Ministério da Educação e a entrega da pasta ao conservadorismo e reacionarismo obscurantista representada pelo professor emérito da Escola de Comando e Estado Maior do Exército.

    Filósofo e professor universitário aposentado em uma instituição pública, o indicado de Bolsonaro parece, num contrassenso, desconhecer as duas coisas: a importância do pensamento livre e crítico — do qual a filosofia é símbolo há milênios — e o papel da educação na construção da cidadania, do qual a universidade pública é um exemplo. Pelo contrário, é o representante de um discurso perigoso e hidrófobo, que, entre outros absurdos, exalta o golpe de 1964, acusa o magistério de “doutrinação marxista” e vocifera contra uma suposta “ideologia de gênero”, opondo-se frontalmente à concepção de uma educação plural, reflexiva, inclusiva e voltada para o combate a todos os tipos de discriminação.

    A indicação de Vélez Rodríguez é mais uma afronta ao magistério (cada vez mais atacado e perseguido, algo que se acentuou após as eleições) e aos defensores de uma educação democrática. Ao mesmo tempo, a escolha do novo ministro demonstra a necessidade e a urgência da luta em defesa de princípios que estão garantidos na Constituição: a livre manifestação do pensamento e a livre expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença, bem como a liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar o pensamento, a arte e o saber e o pluralismo de ideias e de concepções pedagógicas.

    Brasília, 24 de novembro de 2018.

    Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino — Contee

    Leia também:

    Cortes na educação tiram seis universidades de ranking

    Educação não é mercadoria em nenhum nível de ensino

    Eleição e educação: A importância da ampliação de investimentos

    Rua Hermilio Alves, 335
    Santa Tereza - Belo Horizonte - MG
    CEP 31.010-070
    (31) 3057-8200