Atendimento médico e odontológico para a categoria
Atendimento médico e odontológico para a categoria
São várias especialidades médicas como clínica médica, pediatria, cardiologia e nutrição Acesse a notícia acima e saiba mais
Não a Ricardo Rodríguez para o MEC
Não a Ricardo Rodríguez para o MEC
O manifesto é assinado pelos professores(as) e auxiliares de administração escolar
Fim do Ministério do Trabalho
Fim do Ministério do Trabalho
Essa decisão atende os patrões e enfraquece a classe trabalhadora
A importância de ser sindicalizado
A importância de ser sindicalizado
13º salário, férias...Essas e outras conquistas são frutos da organização dos trabalhadores e os seus sindicatos
Homologação das Rescisões Contratuais
Homologação das Rescisões Contratuais
O SAAEMG orienta as empresas, contabilidades e trabalhadores que as rescisões contratuais devem ser homologadas no sindicato.
Contribuição assistencial e mensalidade sindical
Contribuição assistencial e mensalidade sindical
Atenção, estabelecimentos particulares de ensino para o informe do sindicato
Aos funcionários das escolas de idiomas
Aos funcionários das escolas de idiomas
Leia abaixo o documento

    Notícias

    04/12/2018
    Salário mínimo pode crescer menos nos próximos anos
    por Anderson Pereira – Jornalista

    O Secretário do Tesouro do governo de Jair Bolsonaro, Mansueto Almeida, disse ao jornal “O Estado de S.Paulo” que considera o salário mínimo “caro demais”. “Se ele continuar crescendo, a gente tem que ver como financiar isso”, afirmou Almeida.

    Essa declaração revela que o atual governo pode interromper a política de valorização do salário mínimo (SM) em vigor desde 2007.

    A partir daquele ano, o SM passou a ser reajustado por um índice equivalente à inflação somada ao crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes.

    Desde então, o SM aumentou em 77% somente com ganhos reais, de acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Se não fosse essa política de valorização, fruto de um acordo com as centrais sindicais, o salário seria 56,6% menor se comparado ao valor de R$ 954.

    De acordo com economistas, nos últimos anos, o SM contribuiu para tirar mais de 36 milhões de pessoas da pobreza, gerou renda e fez a economia crescer.

    Segundo o Dieese, “a regra de reajuste do salário mínimo também traz benefícios para os empregadores.

    “Ela (a regra de reajuste ) dá previsibilidade aos agentes econômicos, principalmente para os empregadores. É uma política coerente. O aumento real segue o crescimento da economia”, explica Clemente Ganz Lúcio, diretor do Dieese.

    Mesmo com essa política, que significou ganhos para os trabalhadores e também para a economia do país, o valor do atual SM ainda está longe do ideal.

    Segundo o Dieese, o SM necessário para atender às necessidades de uma família de quatro pessoas (dois adultos e duas crianças) deveria ser de R$ 3.800.

    Como se vê, ainda falta muito para alcançar um valor justo.

    Caso o atual governo leve adiante essa intenção de frear o reajuste do SM, o(a) trabalhador(a) será ainda mais penalizado. A desigualdade social no Brasil também aumentará.  Atualmente cerca de 50 milhões de brasileiros e brasileiras recebem salário mínimo no país. 

    Em tempo: O anúncio do fim do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) pela equipe de Bolsonaro também foi mais um duro golpe contra os(as) trabalhadores(as). De acordo com especialistas, a sua extinção significa a "institucionalização e descriminalização do trabalho análogo à escravidão e o fim das listas sujas de empresas que submetem seus empregados a condições degradantes”.

    Leia também:

    Salário Mínimo deveria ser de R$ 3.682,67, aponta Dieese

    Reajuste do salário mínimo em 2018 é o menor dos últimos 24 anos

    Governo reduz novamente projeção de salário mínimo para 2018

    Rua Hermilio Alves, 335
    Santa Tereza - Belo Horizonte - MG
    CEP 31.010-070
    (31) 3057-8200