NEGOCIAÇÕES CONVENÇÃO COLETIVA DE TRAB. 2020/2022
NEGOCIAÇÕES CONVENÇÃO COLETIVA DE TRAB. 2020/2022
COMUNICADO AOS AUXILIARES DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR
COMUNICADO AOS AUXILIARES DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR
COMUNICADO FUNCIONAMENTO SAAEMG
COMUNICADO FUNCIONAMENTO SAAEMG
Conheça as decisões da liminar
Conheça as decisões da liminar
Convênio médico com atendimento gratuito
Convênio médico com atendimento gratuito
Associados do SAAEMG e seus dependentes contam com atendimento médico gratuito na rede de clínicas Dr.Agora
Bolsas de Estudos - 2020
Bolsas de Estudos - 2020
Pedidos deverão ser feitos no sindicato a partir de abril
Plano de saúde Unimed para a categoria
Plano de saúde Unimed para a categoria
Fale com um consultor agora
Homologação das Rescisões Contratuais
Homologação das Rescisões Contratuais
O SAAEMG orienta as empresas, contabilidades e trabalhadores que as rescisões contratuais devem ser homologadas no sindicato.
Aos funcionários das escolas de idiomas
Aos funcionários das escolas de idiomas
Leia abaixo o documento
Atenção Auxiliares de Administração Escolar
Atenção Auxiliares de Administração Escolar
O SAAEMG orienta os trabalhadores nos seguintes pontos:

    Notícias

    13/09/2019
    UFMG lança cartilha para prevenção e combate ao suicídio
    por Litza Mattos - Jornal O Tempo

    A cada 45 minutos, um brasileiro tira a própria vida. No mundo, acontece um suicídio a cada 40 segundos. Ao todo, estima-se que um milhão de vidas poderiam ser salvas com a abordagem e acolhimento adequados ainda nos primeiros sinais de alerta. O assunto, ainda cheio de tabus, motivou a Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) a lançar a cartilha “Setembro Amarelo – mês de prevenção ao suicídio”. 

    Clique aqui e leia a cartilha

    Nem sempre o pensamento de autoextermínio está ligado a algum transtorno mental, como depressão ou esquizofrenia, diz a psiquiatra Tatiana Mourão-Lourenço, professora do Departamento de Saúde Mental da Faculdade de Medicina da UFMG e responsável pela revisão técnica da cartilha. 

    “Estudos mostram que algumas pessoas podem chegar a ter a ideação suicida ao longo da vida, mas se isso se torna repetitivo, ou seja, passa para as etapas do planejamento, e a pessoa não encontra soluções para algumas questões, aí já se trata de um quadro mais sério”, afirma.

    Por muitos anos, o assunto foi visto com preconceito e tinha pouca divulgação. “Existia o medo para não se glamourizar e colocar o suicídio como uma possibilidade de saída. O objetivo hoje é mostrar que o suicídio não é a saída, mas que existem outras formas de se abordar os problemas”, explica a psiquiatra.

    Em geral, as pessoas que vão cometer suicídio dão sinais, afirma Tatiana. Por isso, o material é destinado a profissionais de saúde, pessoas em sofrimento psíquico, amigos e familiares, ou qualquer pessoa que busque informações sobre a prevenção ao autoextermínio, e está disponível online. 

    “Essa divulgação (cartilha) ajuda a identificar esses sinais e mostra que há possibilidade de buscar ajuda. Em geral, quem vai tentar o suicídio transmite algumas mensagens, algumas nem sempre vão ser identificadas, mas quando se passa a falar sobre isso a pessoa até sente um certo alívio de poder conversar”, enfatiza.

    Leia também:

    Campanha Setembro Amarelo - 2019

    Suicídio, quando a vida pede passagem

    Setembro Amarelo: Por que é importante debater um tema tão penoso como o suicídio?

    Setenbro Amarelo: No mês de prevenção ao suicídio, o bullying precisa ser discutido entre pais, escolas e alunos

    A fita amarela contra o suicídio

     

    Rua Hermilio Alves, 335
    Santa Tereza - Belo Horizonte - MG
    CEP 31.010-070
    (31) 3057-8200